Programa

PROGRAMA

Tema 1 – Comunicação, Técnica e Tecnologia
Definições e diferenças entre técnica e tecnologia; sócio e tecnodeterminismo; ciência e técnica; essência da técnica; relações entre artefatos, dispositivos e mídias; tecnologias de informação e comunicação; tecnologia: positiva, negativa ou neutra?; técnica enquanto questão cultural; o trabalho do artífice.

Bibliografia obrigatória:
Sennet, R. O artífice. Record, 2009. (Capítulo 1)
Lemos, A. Cibercultura, Tecnologia e Vida Social na Cultura Contemporânea. Porto Alegre, Sulina. 2002. (Capítulo 1)
Flusser, V. O que é comunicação? In: _____. O mundo codificado: por uma filosofia do design e da comunicação. São Paulo: Cosac Naify, p. 88-100, 2007.
Serres, M. A Polegarzinha. RJ: Bertrand Brasil, 2013.

Bibliografia complementar:
Heidegger, M. A questão da técnica. In: _____. Ensaios e conferências. Vozes, 2002.
Lemos, A. Critica da critica essencialista da cibercultura. Disponível em: http://www.matrizes.usp.br/index.php/matrizes/article/viewFile/575/pdf_3

Tema 2 – Redes
História e filosofia das redes; relações com corpo, estrutura e social; redes sociotécnicas; de qual social estamos falando?; de qual comunicação estamos falando?; questões sobre modernidade e pós-modernidade; jamais fomos modernos?; redes e ciborgues; real, virtual e atual; cibernética; ciberespaço e cibercultura.

Bibliografia obrigatória:
Musso, P. A Filosofia da Rede., in Parente, A., Tramas da Rede. Porto Alegre, Sulina, 2004.
Weissberg, J-L., Paradoxos da teleinformática., in Parente, A., Tramas da Rede. Porto Alegre, Sulina, 2004.
Lévy, P. O que é o virtual? São Paulo: Editora 34, 2011. (Capítulo 1)

Bibliografia complementar:
Haraway, D. Manifesto Ciborgue: Ciência, Tecnologia e Feminismo-Socialista no final do século XX. In: Haraway, D; Kunzru, H; Tadeu, T. (Org.). Antropologia do Ciborgue: as vertigens do pós-humano. Belo Horizonte: Autêntica, 2009.

Tema 3 – Cibercutlura e Novas mídias
Relações entre mídias analógicas e digitais; mídias de massa e mídias pós-massivas; liberação do polo de emissão; cultura da convergência e convergência tecnológica; internet e sociedade da informação; diferentes formatos midiáticos e narrativas transmídias; cultura participativa e inteligência coletiva; imagens digitais e linguagem numérica; arte digital, reprodução e aura.

Bibliografia obrigatória:
Lemos, A. Cibercultura como território recombinante. A cibercultura e seu espelho: campo de conhecimento emergente e nova vivência humana na era da imersão interativa. São Paulo: ABCiber, p. 38-46, 2009. Disponível em: http://www.com.ufv.br/cibercultura/wp-content/uploads/2014/02/01.-Andr%C3%A9-Lemos-Cibercultura-como-Territ%C3%B3rio-Recombinante.pdf
Jenkins, H., Cultura da Convergência, RJ. Aleph, 2009. (Introdução e capítulo 3)

Bibliografia complementar:
Benjamin, W. A obra de arte na era de sua reprodutibilidade técnica. Magia e técnica, arte e política. Ensaios sobre literatura e história da cultura. Obras Escolhidas, v. 1. São Paulo: Brasiliense, 1994.
Latour, B.; Lowe, A. The Migration of Aura. In: Bartscherer, T. (Ed.). Switching
Codes. Chicago: University of Chicago Press, 2010. Disponível em: http://www.
bruno-latour.fr/node/151.

Tema 4 – Sociabilidade e redes sociais digitais

Sociabilidade online; tecnologias de comunicação e vida cotidiana; interações mediadas por computador; comunidades virtuais e redes sociais; relações sociais na interação com mídias de massa e mídias pós-massivas; relações interpessoais, intimidade e compartilhamento através das mídias digitais; interação online x interação off-line?; aplicativos e redes sociais: performances, conversas, imagens, textos e selfies.

Bibliografia obrigatória:
Recuero, R., Redes Sociais na Internet., Porto Alegre, Sulina, 2009. (Cap. 1)
Persichetti, S. Dos elfos aos selfies. In: KUNSCH, Dimas; PERSICHETTI, Simonetta (Org.). Comunicação: entretenimento e imagem. São Paulo: Editora Plêiade, 2013.

Bibliografia complementar:
Goffman, E. A representação do eu na vida cotidiana. Petrópolis: Vozes, 2011. (Ver Introdução)

Tema 5 – Política, Internet e Ciberativismo

Ativismo na internet; relações entre mídias e movimentos sociais; ciberativismo e mobilizações em redes sociais; cyberpunks: hackers, crackers, phreakers; hacktivismo; movimentos na rede e movimentos na rua; a revolução do Facebook e do Twitter?; Smartphone e manifestações.

Bibliografia obrigatória:
Amadeu, S. Ciberativismo, cultura hacker e o individualismo colaborativo. Revista USP, n. 86, p. 28-39, 2010. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/revusp/article/view/13811/15629
Lemos, A. Things (and People) are the Tools of the Revolution. Disponível em: https://politics.org.br/edicoes/things-and-people-are-tools-revolution
Marques, F. J. Ciberpolítica. Edufba, 2016.

Bibliografia complementar:
Antoun, H; Malini, F. Mobilização Nas Redes Sociais: a narratividade do# 15M e a democracia na cibercultura. In: XXII COMPÓS. Salvador, BA, 2013. Disponível em: http://www.compos.org.br/data/biblioteca_1971.pdf

Tema 6 – Vigilância

Sociedade panóptica e sociedade de controle; vigilância distribuída; monitoramento e controle de dados pessoais; sensores digitais e monitoramento; contravigilância e privacidade; Big Data e mineração de dados; vídeo-vigilância e drones; dados e tecnologias móveis.

Bibliografia obrigatória:
Foucault, M. O panoptismo. In: _____. Vigiar e Punir: nascimento da prisão. Petrópoles: Vozes, p. 186-214, 2009.
Deleuze, G. Post-Scriptum sobre as sociedades de controle. In: _____. Conversações: 1972-1990, Editora 34, pp. 219-226, 1992. Disponível em: http://www.portalgens.com.br/filosofia/textos/sociedades_de_controle_deleuze.pdf

Bibliografia complementar:
Manifesto da #dronehackademy: http://dronehackademy.net/pt/como-e-por-que-proteger-se-dos-veiculos-aereos-nao-tripulados/
Orwell, G. 1984. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 2005. (Capítulo 1)
Bruno, F. Rastros digitais sob a perspectiva da teoria ator-rede/Digital traces from the perspective of actor-network theory. Revista Famecos, v. 19, n. 3, p. 681, 2012. Disponível em: http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/revistafamecos/article/view/12893/8601
Chamayou, G. Teoria do drone. São Paulo: Cosac Naify, 2015. (Introdução e parte I até o cap. 4)

Tema 7 – Cultura do Algoritmo
Discussão sobre algortimo e mídia. Cultura do Algortimo. Agência e performatividade Algortimica.

Bibliografia Obrigatória
Gilesppie, T. A relevância dos algortimos, Revista Paragrafo, v. 6, n. 1 (2018) – http://revistaseletronicas.fiamfaam.br/index.php/recicofi/issue/view/59/showToc
Jurno, A.C; DalBen. S. Questões e apontamentos para o estudo de algoritmos., Revista Paragrafo, v. 6, n. 1 (2018) – http://revistaseletronicas.fiamfaam.br/index.php/recicofi/issue/view/59/showToc

Tema 8 – Jornalismo e Cultura do Algoritmo
Discussão sobre jornalismo e cultura do algoritmo. Curadoria. Jornalismo de dados. Jornalismo automatizado. Big Data e Noticias.

Bibliografia Obrigatória
Firmino, F. Jornalismo Móvel. Edufba, 2016
Saad, E. O Algoritmo Curador – O papel do comunicador num cenário de curadoria algorítmica de informação, COMPOS, 2012.
D’Andréa et al. Em busca das redes sociotécnicas na redação de notícias por robôs. In Revista Contemporanea. V. 15, n. 1, 2017, UFBA. DOI: http://dx.doi.org/10.9771/1809-9386contemporanea.v15i1.21412

Bibliografia Complementar:
Schonberger, V., Cukier, K., Big Data. Como extrair volume, variedade, velocidade e valor da avalanche de informação cotidiana. RJ, Elsevier, 2013.