Resumo das aulas dos dias 14 e 16/11

Essa semana, ouvimos o alemão Stockhausen que, assim como John Cage, quebrou com o que se esperava de harmonia e melodia, além de utilizar objetos não-musicais para suas composições. Uma de suas obras mais famosas consiste em uma ópera feita pelos barulhos dos helicópteros, deslocando totalmente a noção de ruído.

Na terça-feira, discutimos o texto Cibercultura de Lemos. A cibercultura é marcada pela liberação do pólo emissor e a ampliação dos processos informacionais. Os estudos iniciais sobre o assunto se davam, principalmente, no âmbito da internet. Entretanto, atualmente, não tem como se pensar em uma cultura contemporânea que esteja separada da cibercultura. Graças à evolução da microinformática, passamos a ter computadores que nos acompanham cotidianamente junto ao nosso corpo.

Alguns avisos foram dados na quinta-feira: a partir da próxima semana, a chamada passará a ser em qualquer momento da aula. Além disso, os resumos postados aqui no blog passarão a ser feitos por aula, em vez de semanalmente.

 

Anúncios

Resumo 7 e 9/11

Na última terça-feira, tocamos John Cage, que inventou um novo tipo de musicalidade ao utilizar a paisagem sonora ao seu redor para criar músicas. Segundo o compositor, “não existe silêncio. Sempre está acontecendo alguma coisa que produz som” (CAGE, 1961). Na quinta-feira, ouvimos o álbum Biophilia da cantora islandesa Björk que, fortemente influenciada por John Cage, criou seus próprios instrumentos para a composição de seu sétimo álbum. Além disso, ela se utilizou de objetos não-musicais para compor sua melodia, como a bobina de Tesla, na música Thunderbolt.

A discussão dessa semana foi sobre o texto “O que é virtual?” de Pierre Lévy. Desmentindo o senso comum que associa o virtual como algo ilusório e falso, tem-se o virtual como oposto do atual e um processo constante de territorialização e desterritorialização. O virtual é potência e o atual é o colapso de uma potencialidade. Já o real se dá através dos processos constantes de virtualização e atualização. Ou seja, o  virtual não necessariamente tem relação com informática. Ainda, a arte é uma virtualização da virtualização, ela é sempre um deslocamento de sentido.

Por fim, debates sobre a virtualização da música, produção de vídeos para o youtube e a interferência de algoritmos nas decisões políticas surgiram na quinta-feira. Além disso, algumas orientações para os blogs foram passadas com o intuito de melhorar a escrita semanal nos mesmos.

Resumo da aula do dia 31/10

O início da aula foi marcado pela música de Philip Glass, compositor conhecido por seus trabalhos minimalistas, além de ter composto a trilha sonora de filmes como “As Horas” (Stephen Daldry, 2002) e “O Show de Truman” (Peter Weir, 1998).

O tema do dia foi “Redes”, alguns apontamentos sobre os conceitos de Musso e Weissberg foram feitos em relação à comunicação. Esta se dá em rede desde sempre, ao contrário dos debates ao redor da ideia de que rede possibilita romper o isolamento humano. Não somos sujeitos independentes das redes, somos produtos delas.

Entraremos mais no tema na terça-feira (7) após a leitura de “O que é virtual?” de Pierre Lévy.

Resumo da semana

Conforme combinado, um breve resumo das aulas será postado aqui no blog semanalmente.

Na última semana, continuamos a discussão sobre “O que é comunicação” de Flusser e iniciamos “Cibercultura, Tecnologia e Vida Social na Cultura Contemporânea” de Lemos. Em Flusser, foi visto que a comunicação humana não passa de um artefato para que se esqueça da morte e da solidão inevitáveis. Já no texto de Lemos, discutiu-se a questão da técnica, retomando considerações do filósofo Heidegger. Além disso, um debate foi feito, graças à dúvida de um colega, sobre modernidade e pós-modernidade.

Na quinta-feira, a turma trouxe coisas relacionadas ao tema “O que é comunicação? O que é tecnologia?”. Assuntos como Blockchain e Bitcoin, cultura hacker, chips colocados em funcionários de empresas, Black Mirror e Fake News surgiram graças aos itens trazidos pelos grupos.

Ainda, as primeiras notas dos blogs foram divulgadas. Importante lembrar que as postagens só são válidas até às 23:59 do domingo e que alguns grupos estão sem as abas pedidas aqui.  Para criá-las, basta ir (caso for WordPress) em Páginas do Site > Adicionar.